Olhar Pentecostal analisa CD ‘É Preciso Crer’ de Lauriete

Começo dizendo que essa talvez tenha sido uma das analises mais frustrantes que eu já fiz. Isso acontece quando a gente cria muita expectativa em cima de um CD e ao ouvir descobre que não era tudo aquilo que esperávamos.

O novo CD de Lauriete veio muito, mas muito diferente do que estávamos acostumados. Os incríveis e arrepiantes pentecostais tais como ‘Deus dos deuses’, ‘Dias de Elias’, ‘Eu Vou Subir’ ‘O Primeiro da Fornalha’ ‘Sonhei’ ‘Sete Trombetas’ ‘Casa Cheia’ e tantos outros não são ouvidos nesse CD que trouxe uma roupagem simples da capa ao repertório.

Para quem esperava ouvir alguma canção sobre o arrebatamento em grande estilo já pode se desanimar porque não tem. O CD veio mais no estilo tradicional (raiz) com canções lentas, cantadas em forma de histórias e sem nada de inovações. 

A produção de Samuel Ribeiro pode ser um dos pontos mais criticados por quem ouve o disco. Os arranjos são básicos e sem nada de surpreendente (salvando uma ou duas canções). E nem de longe se aproxima do nível que ouvíamos quando Lauriete era produzida por Jairinho Manhães e por Melk Carvalhêdo.

Todavia vamos analisar canção por canção do CD 'É Preciso Crer':

Começamos analisando ‘Abraão e Isaque’, escrita pelos irmãos Gomes. A canção trás a história do pai que ofereceu seu filho em obediência a Deus. A canção trás o enredo histórico que (felizmente) volta a ganhar força entre os pentecostais e mostra no primeiro momento a fala de Abraão e depois coloca a canção na versão de Isaque e a mensagem reforça que tudo Deus proverá. A faixa tem uma boa letra, mas perde brilho no refrão curto e sem muito destaque.

'Acalma o meu Coração' foi o primeiro single divulgado. Embora fosse nova na voz de Lauriete a canção já era conhecida na voz de Anderson Freire (compositor e intérprete). A letra e melodia dispensam comentários. É de uma profundidade emocionante e bem reflexiva. Embora muito bela, devemos lembrar que boa parte do público de Lauriete esperava um single pentecostal e impactante.

No You Yube um dos vídeos dessa canção já superou a marca de 335 mil visualizações. Confira:

‘Glorifica’ começa de forma suave em tom de suspense. A canção (também) é uma regravação que já foi ouvida na voz de Vanilda Bordieri e Célia Sakamoto no CD ‘Porção Dobrada 4’.  Não há como negar que a letra é forte e inspiradora, pois conta a história de Jó e mostra sua fidelidade a Deus e a resposta do Todo Poderoso. A composição é de Samuel Mariano.

‘Pela Fé eu Posso’ é uma canção escrita por Jonatas Santos e Bruna Dezid. Essa é a primeira (e quase única) canção forte do CD. O estilo pop pentecostal fica evidenciado nessa faixa. O refrão é bom e a melodia ganha força ao longo da mesma. A mensagem principal é de que ‘Pela fé eu posso todas as coisas’. 

Ouça essa canção clicando AQUI

‘Uma carta ao Pastor’ resgata o estilo de estória cantada o que nos faz lembrar de ‘Menino de Sinaleiro’ do álbum ‘Milagre’. A letra escrita pelos irmãos Gomes é simples, mas bonita e retrata a realidade e a desigualdade social que ainda impera no nosso país. Ouvindo essa canção parece que estamos ouvindo um CD dos anos 90. Para quem gosta desse clima de nostalgia é um prato cheio. Embora não seja um pentecostal arrepiante a canção agrada e muito os mais tradicionais.

‘É Preciso Crer’ começa de forma envolvente. A canção é uma conversa com uma pessoa que passa por problemas e destaca que Deus nos surpreende quando temos fé. ‘As lutas vem, mas a vitória está por vir’ trás uma mensagem de otimismo e uma lição de perseverança. Podemos notar um trabalho de divisão de back e segunda voz no refrão que deixa o mesmo com um brilho a mais. A canção não é nenhum grande pentecostal, mas tem um brilho e letra encantadora. É uma composição de Dedé Junior.

Ouça a canção clicando AQUI

‘Há muito tempo atrás’ trás mais uma composição dos Irmãos Gomes e mais uma vez um enredo histórico cantado e nos lembra de vários personagens da bíblia em momentos de angustia, mas destaca a fé e a vitória que cada um obteve. A faixa é mediana e só tem destaque pela letra porque a canção em si é bastante comum e sem nada de impressionante.

‘Eu Irei’ é a mais bela canção do CD e olha que mesmo dizendo isso tenho que dizer que a música não se compara com o nível que estávamos acostumados na voz de Lauriete. A letra fala sobre o ide de Jesus e em tom missionário a canção versa sobre uma dedicação a Deus para fazer a obra e levar o nome de Jesus cada vez mais longe. O refrão é forte e muito bem trabalhado. O back vocal foi bem distribuído e a bateria e guitarra deram o ar de pop nessa canção pentecostal. É uma composição de Jonatas Santos e Bruna Dezid. OUÇA

‘Sozinho’ é uma canção escrita pelo marido de Laurite, Magno Malta, e versa sobre os últimos momento de Jesus em que o mesmo estava aflito no julgamento onde Barrabás foi liberado. A letra destaca que Jesus morreu sozinho cumprido sua missão, mas venceu a morte depois de três dias e que isso tudo Ele também fez sozinho.

‘O Agir de Deus’ trás o bom e velho forrózinho de reteté e como tal é bem clichê e comum em cds pentecostais. Despensa comentários, agrada quem gosta e não agrada quem não gosta – simples assim.

‘Não ando Só’ trás uma mensagem de fé sobre a confiança em Deus mesmo que estejamos passando por momentos difíceis e destaca que não andamos sós pois Deus está o tempo todo conosco. Escrita por Anderson Freira a canção é bem simplória e singela. O lado emocional da letra é seu ponto forte.

‘Rei dos judeus’ trás um estilo que nos lembra o Baião nordestino, que aliás é pouco usado por pentecostais. A iniciativa é boa e mostra a cultura se diversificando entre os estilos dentro do gospel. É uma letra escrita por Alagoinha. 

Magno Malta escreveu também ‘Papai do Céu’ - uma canção lenta que fala sobre a presença de Deus e aproximação com o ‘papai’ que sempre está do nosso lado. E nesse clima calmo encerramos a analise do CD.

CONCLUSÃO

Posso dizer que muita gente vai ficar triste com esse CD e com uma sensação clara de que esperava algo bem mais produzido, forte e impactante. O novo CD é bonito em letras, mas como já tivemos outros bem mais fortes no quesito pentecostal é notório que sempre haverá uma cobrança maior por se tratar de Lauriete.

Do CD eu destaco ‘Eu irei’ e ‘Pela Fé eu posso’.  De algumas outras canções eu até gostei, mas não achei que tivessem brilho o suficiente para serem grandes destaques.

Se tivesse que dar uma nota para o CD daria nota 5 e deixo claro que esperava algo bem mais pentecostal.

Tiago Terciotty l Blog Olhar Pentecostal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>