PERLLA CONTA SEU TESTEMUNHO COM EXCLUSIVIDADE PARA A CENTRAL GOSPEL MUSIC

Perlla conheceu a fama e o glamour com apenas 16 anos, quando estourou na música secular com o hit funk Tremendo vacilão. No final do ano passado, a cantora surpreendeu o meio artístico secular quando renunciou à carreira para se dedicar a nova vida com Cristo.

O que para muitos foi uma novidade, para Perlla foi apenas um resgate e a confirmação das promessas feitas por Deus quando ela ainda nem havia nascido. Nesta entrevista, a cantora conta a sua história e revela que o seu marido Cássio Castilhol (na foto com ela) foi um instrumento de Deus nesse processo de reconciliação com Cristo.

Central Gospel Music: A notícia de que você havia se convertido surpreendeu muita gente, mas você já havia tido experiências com Deus no passado. Conte um pouco de sua história?

Perla: Eu nasci em uma família evangélica. A minha avó era dirigente de reuniões de consagração. Antes de eu nascer, em um desses cultos, o Senhor profetizou que o bebê que a minha mãe esperava era uma menina e que eu seria uma levita, uma adoradora. Na época, a minha mãe não sabia o meu sexo. Durante toda a minha infância, eu participei dos cultos com a minha mãe.

CGM: Como foi que você se afastou do evangelho?

Perlla: Quando eu tinha de 13 para 14 anos, tive um problema pessoal e fui disciplinada na igreja. Fiquei durante um tempo no banco e, quando eles me liberaram, eu já estava afastada. As oportunidades que me ofereceram no mundo foram muito maiores e eu me deixei seduzir. Eu comecei a fazer sucesso com 16 anos.

CGM: Como se deu o seu envolvimento com a música secular?

Perlla: Foi por intermédio de um produtor que me convidou para ir ao seu estúdio fazer um teste. O meu pai, que na época não era cristão, foi quem me deu força e me levou. Eu comecei a gravar composições que eram apresentadas a alguns cantores para que eles conhecessem a música. Uma delas, Tremendo vacilão, acabou não sendo aceita e o produtor sugeriu que eu a gravasse. Deu certo, e a música acabou estourando nas rádios. Vendeu muito, ganhou Disco de Ouro, e eu fiquei totalmente envolvida pelo sucesso.

CGM: Você teve o apoio da sua família ou mudou alguma coisa no relacionamento de vocês depois que você começou a cantar funk?

Perlla: Eu não tive o apoio da minha família não, com exceção do meu pai que, como já disse, não era cristão na época. A minha mãe chegou a acompanhar-me em alguns shows durante o tempo que eu tive depressão, mas ela ficava somente no camarim. Deixava claro que estava ali para me apoiar como filha, mas não como cantora. Ela orava para que Jesus tocasse no meu coração para que eu voltasse para Ele. Por outro lado, eu achava que aquele era o meu momento, a minha oportunidade. Eu queria ganhar dinheiro, queria comprar casa, carro e só queria saber de shopping.

CGM: Você mencionou que teve depressão. Aparentemente, você era uma jovem que tinha tudo o que queria, estava nos jornais, nas revistas, tocava nas rádios, fazia muitos shows… O que causou essa depressão?

Perlla: As coisas na minha vida aconteceram muito rápidas e fáceis. Depois que você estoura na música e faz sucesso, tudo vem fácil a sua mão. Embora muita gente estivesse ao meu redor, eu me sentia sozinha. Sentia falta da minha família, das minhas amizades da igreja… Foi uma época difícil porque, embora parecesse que eu estava bem, eu me sentia um ‘peixe fora d’água’ no meio em que estava vivendo.

CGM: Quando tudo isso começou a soar diferente para você?

Perlla: Foi depois que eu conheci o Cássio, meu esposo. Ele é baixista e junto com outros músicos foram tocar em um show para mim. Na primeira vez que eu os vi, durante um ensaio, o meu coração disparou por ele. Antes do ensaio, eles me chamaram para orar. Na hora, percebendo que todos eram crentes, perguntei: ‘O que vocês estão fazendo aqui?’. E eles responderam que haviam sido contratados para aquele trabalho. Hoje, eu sei que foi um propósito de Deus para me resgatar. Como está escrito em 1 Coríntios 1.27: Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias.

CGM: O seu envolvimento com o Cássio foi fundamental para essa mudança?

Perlla: Com certeza. Ao longo do tempo foi despertando em meu coração algo diferente em relação a ele. A banda chegou a fazer três shows comigo e, no terceiro, eu disse que queria namorá-lo. O que eu sentia por ele era diferente. Naquela época, não faltavam homens para eu me relacionar, mas o que eu queria mesmo era namorar, noivar, casar e ter filhos. Contei a minha história para ele, falei que sentia o desejo de voltar para o Senhor, mas que não tinha forças e nem sabia como. Pedi que ele me ajudasse, e ele perseverou. Muito tempo depois é que eu entendi que as promessas de Deus para a minha vida eram outras e não aquelas. Foi quando Deus falou que eu tinha que tomar uma posição. Entre namoro e casamento tudo aconteceu em quatro meses.

CGM: A mídia especulou que o seu marido pressionou você a parar de cantar música secular. Isso é verdade?

Perlla: Não. Em nenhum momento ele abriu a boca para dizer que não gostava que eu cantasse funk. Depois de meses que estávamos casados é que eu decidi voltar para o Senhor e foi uma experiência muito pessoal. Na verdade, meu marido foi muito corajoso em envolver-se comigo, porque só havia dois caminhos: eu poderia levá-lo para o ‘mundo’ ou ele me levar para a igreja, que era um passo muito mais difícil. As pessoas deturparam tudo. Eu cantei até o dia 31 de dezembro de 2011para cumprir contratos porque o meu coração já não estava mais naquelas coisas.

CGM: Você disse que o seu momento de reconciliação com Deus foi algo pessoal. Pode compartilhar conosco?

Perlla: Eu tive várias experiências, principalmente em sonhos. Nessa época, eu frequentava a igreja, mas não tinha compromisso. Durante uma semana eu tive sonhos, que eram verdadeiras batalhas espirituais. Passado algum tempo, o Espírito Santo começou a dar-me discernimento do que eram aqueles sonhos. Um dia, voltando de um show em Goiânia, o Espírito Santo falou ao meu coração durante toda a viagem com a música Oferta agradável a ti, uma canção que eu cantava quando ainda era criança. Eu chorei muito durante todo o voo e só clamava ao Senhor que me fizesse compreender o que Ele queria de mim. E, ao mesmo tempo, eu me perguntava o que acontecia comigo, porque eu pensava uma coisa, mas em meu coração havia outro sentimento. Em casa, compartilhei com o meu marido sobre o que havia acontecido e depois fomos visitar a minha mãe que mora na Região dos Lagos. Conversei com ela sobre tudo o que havia acontecido. Deus trouxe à minha memória um filme da minha infância. Eu senti uma saudade muito grande daquele tempo.

Naquele mesmo dia, Deus usou o pastor de minha mãe para confirmar tudo o que havia me dito e com as mesmas palavras. Senti que o Senhor requeria de mim uma posição. Na época, eu trabalhava de forma independente. Tinha meu escritório, minha gravadora. Financeiramente estava bem, mas decidi abrir mão de tudo, recomeçar do zero sabendo que Deus é que vai acrescentar todas as coisas.

CGM: Depois que você tomou essa decisão, o que mudou na sua vida?

Perlla: Para começar, eu morava numa casa de três andares, tinha apartamento e carro importado. Hoje, eu moro numa casa simples e não tenho vergonha de dizer que nos primeiros meses do meu casamento contei com a ajuda da minha sogra, que é uma bênção.

CGM: Você perdeu todo o patrimônio que adquiriu em seis anos de carreira?

Perlla: Comprei meus imóveis e carros financiados. Vendi o apartamento, que já estava quitado para patrocinar a produção de um DVD de carreira. O DVD acabou sendo produzido e só não foi lançado porque, na época, entrei novamente em depressão. Quando decidi parar, abri mão do meu patrimônio porque, do contrário, não teria como sustentar as minhas despesas.

CGM: Podemos dizer que você está recomeçando pela fé?

Perlla: Sim. O Senhor não deixa faltar nada na minha casa, e eu sou muito mais feliz do que antes.

CGM: Você vive uma nova fase em sua vida. Casou, voltou para Jesus e já é mãe. Foram muitas mudanças em pouco tempo.

Perlla: Sou mãe da Pérola, a esposa do Cássio e a mulher mais realizada do mundo. Primeiro, porque voltei para a Casa do Pai, lugar de onde nunca deveria ter saído. Segundo, porque tenho a família que profetizei para meu marido. Um dia, disse para ele que sonhava ter um namoro, noivado e casamento na presença do Senhor, e foi isso que Deus me deu. Minha filha é uma bênção. Vou com ela às igrejas ministrar e desejo criá-la nos caminhos do Senhor, assim como o pai dela e eu fomos criados.

CGM: Em que igreja você congrega?

Perlla: Na igreja do Evangelho Pleno Ministério Reconciliação, liderada pelos pastores Osmar Alves, presidente da igreja; e Nelson Castilhol, vice-presidente.

CGM: Para você, que foi considerada uma jovem estrela da música secular, como é se apresentar em igrejas simples?

Perlla: Eu não tenho problemas com isso. Graças a Deus não esqueci as minhas raízes. Até hoje visito a comunidade onde fui criada e sempre que posso levo minha família comigo. Nunca coloquei as pessoas mais humildes em segundo plano, pois somos todos iguais. Esse pensamento foi fundamental para a minha vida e para a minha conversão. Quando decidi parar, porque Deus requereu uma decisão, pensei que a falta dos bens materiais me levaria à depressão, mas, quando Deus está no controle, tudo fica bem. Passei por todo esse processo feliz e de cabeça erguida. Sinto-me vitoriosa e sei que muitos não teriam coragem de tomar a decisão que eu tomei.

CGM: Depois que decidiu voltar para Jesus, os amigos do passado se afastaram de você?

Perlla: A maioria. Do secular, ficou apenas uma amiga, a Lorena, uma pessoa que considero verdadeira e que sempre me apoiou. Alguns que se diziam amigos viraram colegas, outros sumiram e até fingem que não me conhecem, mas acho que a motivação para tudo isso está na religião.

CGM: Antes mesmo de assinar com a Central Gospel Music, a mídia já comentava que você havia se tornado evangélica. Você foi muito criticada por essa decisão?

Perlla: Antes e depois de assinar. Não por fãs que me admiravam, mas sim por pessoas que sentem prazer em criticar por qualquer motivo, até mesmo pelo passado. Contudo, nem Jesus Cristo agradou a todos, não é verdade? Tudo o que faço hoje é pela obra, pois meu alvo é Cristo. Sinceramente, não me importo com o que falam.

CGM: Como lida com o ceticismo em relação à sua conversão?

Perlla: A minha maior preocupação é mostrar para Deus o que eu realmente sou. Estou em paz quanto a isso, pois Ele conhece o meu coração e sabe que o busco em espírito e em verdade.

CGM: Você já ouviu ou leu comentários como “era funkeira e agora canta música gospel”, ou “parou de fazer sucesso e agora diz que é evangélica”. Como reage diante disso?

Perlla: A verdade é que existe muito preconceito com o artista que se converte, deixa a música secular e passa a gravar no gospel. As pessoas dizem: “Vamos orar para resgatar as almas perdidas”, mas quando a pessoa se converte, elas duvidam se a conversão é sincera. Penso que as pessoas que têm o seu coração voltado para as coisas de Deus compreenderão os planos e as promessas de Deus para a minha vida. Quanto aos demais, desejo que o meu caminhar com Cristo e os frutos produzidos através da minha vida sejam a resposta de Deus para eles. Antes de parar, pedi a Deus que nunca me deixasse vir pela dor e nem ‘por baixo’ como dizem. Foi assim que Ele fez, e eu o glorifico por isso.

CGM: Com a sua história de vida, você pretende alertar os jovens e adolescentes para os riscos que o ‘mundo’ oferece para a juventude?

Perlla: Hoje, posso testemunhar algo que vivi. Eu tinha apenas 16 anos quando comecei a fazer sucesso. Eu era apenas uma adolescente e já ganhava muito dinheiro. Eu chegava a fazer até quatro shows na noite. Imagine como ficou a minha cabeça com tantas oportunidades? Os ‘pratos’ que me ofereceram realmente me encheram os olhos. Mas, tenho certeza de que muitos jovens compreenderão que muitas vezes somos seduzidos para trilhar o caminho contrário ao que Cristo estabeleceu para nós, porém é o Espírito Santo quem convence o homem do pecado e não a Perlla. Quero ser apenas um canal.

GM: Quais são as expectativas para essa nova fase na Central Gospel?

Perlla: Estou certa de que será uma fase de bênçãos para mim e para quem ouvir o meu CD e o meu testemunho, pois tudo o que está acontecendo é a confirmação dos propósitos de Deus para o meu ministério. Tenho certeza de que o Senhor está no controle direcionando a minha vida e abrindo portas que eu sequer sonhava que seriam abertas.

CGM: Você já tem algumas canções para esse primeiro CD. Qual vai ser o estilo desse primeiro trabalho pela Central Gospel Music?

Perlla: O repertório já está quase fechado. O Rafael Castilhol e o Cássio Castilhol estão trabalhando em algo bem diferente. Posso adiantar que trabalharemos em uma linha pop com batidas dançantes e que também teremos canções de adoração, mas bem diferentes do que as pessoas estão acostumadas a ouvir. Esse CD terá a cara da nova Perlla, a Perlla de Jesus.

CGM: Você é jovem e cantava para os jovens. Esse vai continuar a ser o seu público?

Perlla: Não somente os jovens. Quero cantar para as crianças, para os adolescentes, para os adultos e para todos que querem se alegrar na presença do Senhor, pois o povo de Deus é muito alegre. Quero compartilhar a alegria de Jesus com todas as pessoas.

CGM: Além de cantar, você também compõe?

Perlla: Sim. Já fiz uma canção para esse CD. Deus me deu uma música bem pop, que conta uma parte do meu testemunho.

CGM: O seu passado deixou um aprendizado? Há algo de que você se arrepende?

Perlla: Aprendi muito com tudo o que vivi e, principalmente, com muitas coisas que fiz no passado e que nunca mais farei. Deus deu ao homem o livre-arbítrio. Fiz muitas coisas que não agradaram Deus, mas, hoje eu posso contar que não fui feliz com essa experiência. O melhor caminho é viver na presença do Senhor e esperar o tempo dele. Existia uma promessa para a minha vida, mas eu retardei o cumprimento dela com as decisões erradas que tomei. Mesmo assim, o Senhor Jesus, com Seu amor incondicional, resgatou-me e trouxe-me de volta para a Sua presença. Agora, tenho a oportunidade de testemunhar tudo o que vivi e o que vivo hoje com Jesus para a glória de Deus.

fonte: Central Gospel Music

3 comentários sobre “PERLLA CONTA SEU TESTEMUNHO COM EXCLUSIVIDADE PARA A CENTRAL GOSPEL MUSIC

  1. Estou muito feliz por ver pessoas se libertando de suas cegueiras espirituais,a Perlla tomou a melhor desiçao de sua vida concerteza,desejo a ela toda a felicidade deste mundo,que Deus a abençoe muito e que junto com ela muitas pessoas percebam o quanto é vazia a vida sem jesus.

  2. gostaria de Glorificar o nome do nosso Senhor por saber que Ele resgatou a irmã Perlla do muno e deu a ela uma nova vida Louvado com todas as Honras seja DEUS e desejo chuvas de benção na vida dessa nova criatura tão amada pelo Pai.
    a Paz do Senhor!
    ” Jesus disse : Eu SOU o caminho a verdade e a vida , ninguém vem ao PAI a não ser por mim”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>